Em se tratando de mediunidade, um ponto interessante e confuso no início são os sentimentos e sensações que temos. Influências de entidades que se aproximam e uma acessibilidade maior a Quiumbas, fazem nosso corpo e mente se manifestarem de inúmeras formas. Pensamentos constantes em Orixás, entidades, e na própria gira, confundem a cabeça do médium, que não sabe o que é real ou não, fantasiando. E também existem formas de ajudar um pouco nos momentos de desespero e tensão.

Para-raio de sensações

medoO jovem médium, que acaba de entrar na gira e iniciou seu desenvolvimento, tende a passar por um momento conturbado, que por mais informação e apoio das entidades, dirigentes e médiuns amigos, não consegue absorver tanta informação e sensações novas. No meu caso, quando iniciei, passei por uma fase, a qual parecia ter ligado um interruptor, e a partir dali, comecei a ter muitos arrepios, enjoos estranhos, medo e sonhos confusos. Nem sempre isso deve acontecer com um médium, mas comigo foi até interessante e procurei pedir bastante ajuda as pessoas mais experientes. Porque nesse momento, é muito importante o apoio, e você se entregar à sabedoria de outros, que confie.

Confusão, muita confusão

confusão mentalComo o médium está em desenvolvimento e acaba pensando muito nisso, esses pensamentos podem se confundir um pouco. As sensações podem se atrapalhar com o fato dele estar impressionado, e como sabemos, o cérebro pode pregar peças. Passei muitos sufocos a noite, com arrepios em casa de parentes, e pesadelos, sonhos com entidades na minha casa. Alguns desses se mostraram nada mais que sonhos e medo do desconhecido, e com o tempo, foram se equilibrando e isso é uma parte importante, na minha visão, do desenvolvimento, ali o médium está amadurecendo.

Ajuda é bom, todo mundo gosta

ajudaAté hoje, a presença e influência continua muito presente, e pelo que mais experientes falam, isso é a mediunidade e vai continuar assim, portanto, faça suas firmezas, e algumas coisas que mencionaram para mim que me ajudou muito nas horas mais críticas, em se tratando de sensações negativas: Converse com o espírito ali presente, ele está confuso, procurando luz, você não gostaria de um caminho? Reze e converse com seus orixás, chame pelo seu anjo da guarda, afinal, eles nos protegem. E, em se tratando de sensações gerais, use as guias, elas te equilibram energeticamente e te protegem, além de ter um papel calmante por saber que tem acessórios “fortes” com você.

Ou seja, não precisamos nos preocupar muito nessa fase, como eu fiz. Procurem se manter serenos e saber que nada vai acontecer com vocês, e o mais importante, vai melhorar. Toda a confusão que estiverem passando, tende a melhorar bastante com o tempo, até estarem em um equilíbrio mediúnico mais maduro. Para os empolgados e ansiosos como eu no início, calma, estude com limites, vá sem exageros a procura de conhecimento e confie nos seus guias e no seu dirigente, eles sabem muito e com certeza, se está em uma casa séria, vão te ajudar muito.

Espero ter ajudado.

Saravá.